Táxi e biscoitos

bis2

500 g de farinha

200 g de açúcar

100 g de manteiga

raspa de uma laranja e meia

sumo de uma laranja

uma colher de sobremesa de fermento

misturam-se os sólidos, faz-se uma covita no meio e deita-se a manteiga molengona. mete-se a mão na massa, amassa-se, raspa da laranja para cima, sumo aos golinhos.

formam-se num tabuleiro bolachas, corações, bolinhas, tanto faz. pintam-se de ovo, cobrem-se de açúcar, canela, espetam-se-lhes amêndoas, nozes, pedaços de chocolate, what ever.

são bons de tasquinhar. façam-nos pequenos, comem-se bem.

bis1

(hoje, cheia de pressa para um exame, pedi ao taxista brasileiro que me calhou em sorte, que por amor-da-santa andasse o mais rapidamente possível pois estava aflita com as horas. deu-me uma lição de moral à brasileira que com calma se vai longe e merdas deste género; aquilo irritou-me, odeio moral, moralistas e regras em geral; insultámo-nos mutuamente no táxi com aquele polimento de quem está prestes a cometer uma asneira,  disse-lhe que estavam encerradas as conversações que não queria diálogo, que não tinha tempo para conversa mole  de brasileiro, disse-me que se apanhasse um português ainda seria pior; disse-lhe que não, que somos todos iguais; disse-me que é um profissional que já estava pondo ele mal disposto, né, disse-lhe que mexesse a peida e depressa (não disse peida); finalmente chegou-me ao sítio, atirei-lhe o dinheiro para a mão, enganei-me a conferir o troco, ficou-me com 50 cêntimos, ainda bebe um estupor de um café à minha custa; fonix! cheguei antes do tempo.

está provado, quem espera nunca alcança, bem dizia o Chico)

2 thoughts on “Táxi e biscoitos

  1. :) olá Mulher
    há muito que não escrevia aqui. é hoje!

    estou a viver em Sao Paulo, e vou ficar. gosto daqui.
    e portanto não poderia ignorar o teu texto fantástico.

    deliciosos parecem ser os bolitos tambem :)

    o brasileiro taxista.
    não sei de onde ele é.
    mas aqui em SP não adianta de facto ter pressa.
    o centro tem 11milhoes de habitantes. com a zona urbana envolvente vamos para quase 20milhoes. com as cidades proximas entramos em 30 milhoes dálmas.
    é o 4º maior pib do mundo. é o caos. o caos que gera lucro.
    morrem 7 gajos de mota todos os dias por causa da pressa.
    chove o mundo. ficas com água até meio da porta do carro. mas não faz mal. em meia hora tudo está seco. e assim vai..
    e no meio de tanta e tanta gente tu encontras um portugues e então é que deixas mesmo o tempo e a pressa pra trás das costas :)

    já atravessei sao paulo em meia hora. já demorei 4horas.
    não vale a pena. as pessoas já não discutem e já não buzinam (há sempre excepçoes claro). deixam passar o da frente porque nao faz nenhuma diferença. ou não deixam passar e continua a fazer nenhuma diferença.
    entendo a tua pressa. entendo o taxista.
    estou ainda em fase de adaptaçao a tudo. mas estou a gostar. da imensidão. da beleza. das pessoas. da comida. meu deus a comida..

    beijinho Luisa

    P.

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s