A Bathroom of One’s Own

Num Workshop de Escrita que fiz há uns tempos, um dos participantes revelou que estava ali para que o ajudassem a conseguir escrever com qualquer estado de espírito pois, actualmente, só o conseguia fazer quando estava triste ou zangado com a namorada.

The Ressabiator

20130816-092658.jpg

Suponho que sou um escritor profissional: sou pago para escrever, não muito, não o suficiente para viver. Eu diria “semi-profissional” mas neste momento meia profissão vale como uma completa, na exacta medida em que se espera que alguém num part-time faça o trabalho de um emprego a tempo inteiro, ou que se espera que alguém das artes plásticas vá construindo a sua carreira nos tempos que sobram dos trabalhos “alimentares”, os que se faz para pagar as contas, que por sua vez são cada vez mais a tempo inteiro, ocupando almoços, noites, fins de semana, tudo.

View original post mais 355 palavras

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s