The age of distraction

my day

Hoje foi difícil estar por lá, o ambiente na sala de trabalho esteve tenso. Havia um silêncio respeitoso e aproveitámos para nos agarrar à escrita de documentos e ao estudo de assuntos que exigissem pouca interação. O pai de uma das minhas colegas esteve na mesa de operações das 9 da manhã até às 2 da tarde para lhe ser retirado um tumor localizado no centímetro 35 do intestino grosso. Olhar para ela ou passar por ela meteu-me dó o dia inteiro. Não faltou para poder poupar as faltas para o mau que aí vem, mas a ansiedade nunca a abandonou e pior, espalhou-se pela sala como um veneno dissuasor do trabalho. Isto da concentração, quando uma mulher começa a rondar os 50 anos muda mesmo.
É a velhice a entrar por mim adentro…

Anúncios

10 thoughts on “The age of distraction

  1. Lixado…

    E, mais lixado ainda, é ver/criar/respeitar estes Mapas Mentais, que tiveram origem (penso eu) no senhor Tony Buzan, que tem vários livros sobre o assunto…
    Este é um mapa que gostava de conseguir seguir… :)

    1. ó pá caraças! eu até estava a fazer uns cálculos no excel que exigem uma certa atenção e para mais tenho de os entregar logo à tarde, mas pelo canto inferior direito do meu écran entrou-me a mensagem avisadora dos teus comentários e zás, não resisti.
      estes mapas de regras de bom comportamento dão cabo de mim, mas reconheço que têm imensa razão.
      ;-)

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s