O sexo do Tempo

Conversa sobre o tempo entre duas mulheres, junto à máquina do café:

Ana: – Ai, está tanto frio não achas?
Luísa: – Está, está, eu então só sinto arrepios.
Ana: – Olha como estão as minhas mãos, sente! (e chega as mãos à face de Luísa)
Luísa: – Ui, estás gelada mulher! Precisas é de quem te aqueça.

Conversa sobre o tempo entre dois homens, junto à máquina do café:

Nuno: – Eh pá, está cá um briol!
Pedro: – Pois está, tenho os pés gelados.
Nuno: – Sabes uma coisa, a minha mãe dizia assim: “calcanhar de homem, cu de mulher e nariz de cão, não aquecem nem no Verão!”
Pedro: – Ai é? Essa nunca tinha ouvido. (e bate com os pés no chão alternadamente)
Nuno: – Eh pá e olha que se vires bem, tem razão.
Pedro: – Eh pá não sei, nunca apalpei o calcanhar.

Anúncios

4 thoughts on “O sexo do Tempo

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s