Oslo

Oslo é um filme norueguês passado em Oslo no dia 31 de Agosto. Oslo tem Anders que é toxicodependente, consumidor de tudo e foi internado num centro de reabilitação. No dia 31 de Agosto deixaram-no sair por um dia da clínica, chamaram-lhe um táxi que o levou a Oslo, capital da Noruega. Foi até à casa de um amigo e conversou com ele, viu sítios de Oslo, bebeu café, teve uma entrevista para um possível emprego, viu a namorada da irmã, telefonou à ex-namorada, foi a uma festa e ofereceram-lhe um copo, encontrou uma série de gente conhecida, bebeu mais umas cervejas, depois saiu dessa festa e foi com um grupo a um bar, emborcou mais qualquer coisa, seguiram para uma discoteca, encontrou o dealer, comprou-lhe 1 g de pó, saíram da discoteca e meteram-se pela cidade de Oslo já era manhã. Oslo é bonito, organizado, limpo, pareceu-me uma cidade Suiça pela calmaria das ruas. São terras diferentes das cidades do nosso país, estão boas para o Euro como nós estamos bem para o Escudo. É simples a relação.
É muito difícil tentar gostar das coisas e das outras pessoas quando se tem a droga no peito, pode fazer-se um esboço de sorriso, um esforço de atenção, mas nada mais é possível desenvolver. Há um mundo de silêncios à volta de Anders que ninguém pode penetrar. Nós, espectadores, só não queremos que ele leve a mão ao bolso ou que olhe para o casaco que pendurou displicente na cadeira. Parecemos mães e pais vigilantes.
Mas tal não aconteceu.

Muito bom.

2 thoughts on “Oslo

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s