Enfurecimento com justa causa

Recebo insistentemente telefonemas para o meu telemóvel pessoal, #########, á procura de um antigo assinante, J^^^^^ A^^^^^^ A^^^ F^^^^^ que, pelos acasos da vida foi meu marido e que, porque a vida é cheia de acontecimentos deixou de o ser e ainda que, pelos imprevistos da nossa existência morreu, faleceu, finou-se há 5 anos atrás. Já pedi encarecidamente à PT que alterasse a sua base de dados e matasse o morto e concludentemente insisti no sentido da proibição no uso do meu número pessoal à procura de um cadáver, isto não foram dezenas de vezes, foram centenas de vezes. Pois já hoje recebi 3 telefonemas publicitários da puta da Portugal Telecom que, se ‘identifica’ com anónimo, e desgraçadamente, tenho o telemóvel com pouca bateria.
Chega, foda-se! Vão ao registo civil confirmar o desaparecimento do senhor, vão pró raio que vos parta a todos, porque eu nem morta, nem o defunto coitadinho, voltamos a assinar ou a possuir algum serviço de merda da Portugal Telecom.
Perceberam?
Por favor não respondam, nem a dizer que não perceberam, nem a dizer que sim.

(reclamação apresentada por escrito à Portugal Telecom, hoje dia 20-08-2012)

N.A.: informo as hostes que recebi hoje, dia 21 de Agosto, um telefonema da PT no meu telemóvel, desta vez identificado com o número 16200, em que uma senhora me disse que receberam a minha reclamação e o meu número foi retirado de todas as bases de dados para campanhas publicitárias. Realmente, há ‘foda-ses’ que são de extrema utilidade.

 

6 thoughts on “Enfurecimento com justa causa

  1. Tenho para mim que quem não se identifica não pretende comunicar, mas sim “introduzir-se”… fazendo intrusão, não qualquer introdução. Percebem que estão a abusar, mas insistem, insistem, insistem… haverá paciência que não se esgote?!

      1. qualquer fornecedor de servicos em Portugal faz esse género de merdas. é horrivel. e sim Manuel, normalmente são chamadas anónimas. desligo logo.
        fazem e abusam. isso é SPAM e é uma falta de respeito enorme.
        é para aqui que caminhamos Luisa. infelizmente, é para aqui que caminhamos.
        o exemplo vem de cima. portanto um nojo.
        querem eles lá saber se a pessoa se finou ou se foi vender marmelada pró Mali. tão se fodendo. ganham à comissão e pronto. a gente é que não ganha prá pacência porra…

        obrigado

        paulo

  2. Que engraçado, esse tipo de coisa simplesmente não muda, qualquer que seja o lugar. Eu, no Brasil, tenho contato com tal tipo de inconveniência também quase diariamente. O que se pode fazer? É uma coisa maior do que nós! O que se pode fazer?!!

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s