de noite

gosto de me lhe chegar ao pijama, cinza de homem que foi casado, ainda usa. sinto-lhe o braço que sei comprido, pesado pela força nele e depois de lado passo o nariz e a boca pelo tecido de algodão sobre o intervalo da axila e sussurro-lhe uhmmms e ele faz-me chegar por cima do cabelo o outro braço que traz a mão aberta com festas que ondula pelo meu pescoço e desce já plas minhas costas nuas e, quando dou conta ficamos abraçados mais juntos no corpo com as caras desencontradas só, porque precisamos de respirar.

Parsley, sage, rosemary, and thym

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s