Silêncio, a noite

Voltei ao Sassetti. Os cedês estão ali à mão, espalho-os no banco ao lado, olho-os enquanto conduzo. Faço as ruas de Lisboa várias vezes, muitas são as mesmas quase sempre, às vezes vario-as só para ver ruas diferentes mesmo que me levem a caminhos maiores, estranhos e longos. Conduzo muito à noite, vou bastante ao Bairro Alto, desço pela Rua das Amoreiras passo o Pátio Bagatela, do outro lado o Ginásio Clube, Rato, depois, ou apanho a Rua da Escola Politécnica pró Camões e mais tarde para o Cais do Sodré, ou a de São Bento se quero desaguar em Santos. À Sexta frequento muito as avenidas para o Parque das Nações prós lados da Torre Vasco da Gama, é normal até, num ápice viajar de Santos até ao Trancão traçando veloz a marginal ribeirinha que à noite é de paz, vazia, com umas réstias de contentores, porto abandonado de Lisboa,  24 de Julho, Avenida Infante Don  Henrique, Rua Cintura do Porto, Braço de Prata, arredondo-me no Cabeço das Rolas e entro pela Don João II como uma quase esposa de el-Rei, tal domínio apresento na avenida que rasgo sem pudor. Também viajo ali prós lados da Alameda, Técnico, Rovisco Pais, Praça de Londres, Avenida de Roma, Avenida do Brasil, Campo Grande e Entrecampos. Às vezes paro em segunda fila para tomar café na Mexicana e vou ao King, muito. Gosto especialmente da Praça Paiva Couceiro, pejada de delinquentes tristes de Lisboa, bêbedos e toxicodependentes, mas é uma praça com estilo há prédios lindos, decadente. Pela manhã desço muitas vezes pela Avenida do México e entro mais à frente na Avenida de Paris, rua de gosto imenso por ter um traço nostálgico da cidade, Areeiro, Gago Coutinho e apanho a via rápida que vai dar a Chelas. Ao fim de semana fazer a A5 é já um hábito, nunca chego a Cascais nem entro pela Estrada da Malveira da Serra, evito, só me trás boas recordações malvadas que dão cabo de mim – odeio-as, quando volto a Lisboa subo ao alto de Monsanto até à prisão e depois desço devagarinho e em êxtase a íngreme ladeira até ao dominicano São Domingos de onde vejo Lisboa e o rio como num IMAX, e não me canso dela. Não é que eu faça muita estrada, eu faço é Cidade. Mas voltei a escolher o Motion dentro dos vários que ali tinha, ele, o Carlos Barretto mais o Alexandre Frazão, e descobri hoje que, nunca tinha dado devida atenção à Faixa 13 que é de uma profundidade atroz, de uma beleza incrível e que se cola como uma luva ao movimento que induzo no motor da minha viatura para comer metros de asfalto, devorar horas de espera em semáforos, mastigar paragens em rotundas e passagens de peões e sobretudo alimentar-me de ver. Olhar.

Silêncio, a noite.

Anúncios

9 thoughts on “Silêncio, a noite

  1. já fui assim. aos 18 anos programava cobol a metro para a sacor marítima em santos. mexia em imos V que é uma coisa que ninguem sabe o que é. programava jogos de batalha naval como quem mija. desenhava programas de salários para embarcadiços, deve ser a pior merda de serviço que podem dar a um rookie como eu era. depois os nix´s. os unix´s os xenix´s. fazer shell´s a metro.
    hoje codam a ver pelo google. foda-se o que eu tinha que estudar… e vivia de noite. pois.

    depois a tropa em oeiras. que me tirou o emprego.. cansei me e revoltei me com essa cidade. linda. mas que deixei cair. esqueci-a. mantenho a dentro de mim. mas numa placa de ram que já nao uso.
    hoje já não pego nisso. passo. quero campo a perder de vista. secretos de porco preto, e pézinhos de tomatada. e outras coisas claro. claro. mas de dia.

    a minha vida mudou
    silêncio, de dia.

    obrigado Luisa
    é um gosto ler te.

    RIP Sassetti

    paulo

      1. Paulo: IMOS V não tinha a ver com NCR?
        Já vi que a Luisa tinha mais a ver com IBM! :-)
        He he he… sois mesmo uns “putos”!!! Então que tal programar em cartão perfurado?!
        Grande abraço a ambos…. do Porto!
        (Nota de rodapé: Como marchavam agora uns “secretinhos” de porco preto!… Podiam ser bem acompanhados por umas viçosas verduras da horta da Luisa! :-)))

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s