Os Artistas

Nós, portugueses, também temos a nossa cerimónia de entrega de prémios aos artistas, não somente actores, realizadores e profissionais do cinema, mas aos artistas que nos servem todas as áreas da cultura. Falo da Gala da Sociedade Portuguesa de Autores, que foi transmitida ontem pela RTP1. Eu, espectadora, consumidora de cultura nacional com a única restrição da minha modesta carteira, agradeço à RTP o ter-me dado a ver os artistas, escritores, poetas, compositores, músicos, actores, realizadores do meu país, que se destacaram por terem tido a arte de fazer bem e agradar ao público, e serem premiados por isso. Um prémio é um estimulo, um orgulho e uma responsabilidade. Quem trabalha, é profissional, tem ética no seu desenvolvimento e se dá e bate por uma conclusão bem sucedida, merece ser reconhecido, sente necessidade de uma palavra elogiosa. Eu sinto, quando reconheço que trabalhei bem, ou quando percebo que ‘fiz diferente’, o lema do meu Blog e flash de luz que quero, guie a minha vida.

A gala da SPA devia ser visionada obrigatoriamente por todos nós, deixem-se de futebois, séries da Fox, telejornais, concursos macabros, novelas brejeiras, coisas fáceis, evoluam. A gala devia ser observada principalmente pelos estudantes, jovens com a energia potencial nacional, que a breve trecho se tornará em energia cinética aplicada em prol do país. A cultura, que evidentemente não se esgota nos presentes, é um dos atributos mais importantes com que nos devemos munir em qualquer idade, não há numerus clausus para aceder à cultura, não existe maioridade nem prazo de validade na nossa existência para fazermos por nós uns seres cultos e cultiváveis. Tal como a terra com as plantas, a cultura torna-se espontânea a instalar-se e a crescer num espírito desperto e motivado para a receber. Daí achar muito conveniente que, a festa de prémios aos nossos artistas merecesse visionamento e consequentes palestras por parte do corpo docente das escolas e universidades, que se supõe, sejam agentes na passagem e instalação da rede, teia, de cultura nos mais novos que passam pelas suas mãos. Que responsabilidade e tantas vezes completamente ignorada por certos docentes.

O espectáculo de ontem foi sóbrio, o palco foi enfeitado com descrição e a fanfarra à volta da apresentação dos nomeados e premiados foi simples e sem peneiras. Até a Catarina Furtado que, tantas vezes tenho criticado por se estar a tornar numa ‘bonequinha’ desinteressante, foi parcimoniosa no vestir e no falar. Factos que deixaram ouvir claramente o grito surdo que ía naquela sala, sala de artistas, que lutam diariamente para poder subsistir, ganhar para comer e pagar as suas responsabilidades, e se debatem com uma ausência incrível de meios económicos para poderem montar o seu próprio trabalho. Os artistas constroem o seu trabalho, inventam, engendram novos formatos para o conceito emprego, não estão sentados em escritórios e salas de reunião de cadeiras bem estufadas e ar condicionado eficiente.

Que apareça pela Net, (e eu transcreverei para este post), o pequeno discurso de José Jorge Letria, presidente da SPA, com tão grande conteúdo e apelo urgente. Deixo um pouco do que disse e se encontra nest link:

“Os autores são o alimento básico e a essência da vida cultural de qualquer país. A cultura cria empregos, gera riqueza sobre várias formas, aumenta a receita fiscal dos países e fortalece a memória colectiva e a coesão nacional. Não é por acaso que, durante uma crise tão aguda como aquela que assola o mundo, os responsáveis políticos e Bruxelas e de outras instâncias do poder transnacional proclamam que passa pela cultura a superação das dificuldades actuais. Só é de lamentar que este discurso e esta atitude não prevaleçam também nas épocas de acalmia e de maior confiança colectiva.”

Ouvi há dias no programa Câmara Clara da Paula Moura Pinheiro na RTP2, que a União Europeia, vai libertar um fundo de dois mil milhões de euros para ser usado em projectos ligados à cultura e distribuído pelos países comunitários. Que venha um pouco de alívio financeiro até Portugal, que haja competência para apresentar candidaturas e aptidão na negociação, para fazer ganhar os projectos nacionais. Certamente terão de se chegar à frente personalidades fora deste governo idiota que chefia o país. Oxalá.

Deixo este Fascínio e Sedução, do álbum Em Busca das Montanhas Azuis de Fausto Bordalo Dias, que ganhou o prémio de melhor disco.

Obrigada.

Anúncios

4 thoughts on “Os Artistas

  1. bem..
    sou frontalmente contra o subsidio da cultura. do actor. do musico. do pintor. do poeta. do escritor etc etc etc
    frontalmente contra.
    um tipo que está à espera dum subsidio para fazer um filme ou um quadro ou um disco, não lutou para se impôr. isto aplica-se para todos os agentes da cultura.

    se tem mérito? sim senhor, que lhe seja reconhecido. eu compro discos dos autores de quem gosto. o Eric Clapton andou a trabalhar nas obras para conseguir comprar uma guitarra decente. o seu reconhecimento? eram salas esgotadas por onde passava.
    o tom waits ía comprar pianos a que faltavam teclas, e arranjava-os em casa para conseguir tocar. olha os discos que ele vende caramba.
    é assim que eu vejo os artistas.
    é assim que eu entendo que devem ser compensados e o seu mérito reconhecido.

    a questão de entregar prémios através de uma estação de tv que é paga com o dinheiro dos meus impostos, não sei se consigo aceitar isso. estarei errado talvez. mas eu vejo isto desta maneira.
    tive na família quem pagava à SPA e era escandalosamente gamado em comissoes de vendas de livros.

    o projecto lei de que se fala agora, entretanto adiado, não vem ajudar nada a mudar esta minha ideia. simplesmente vou pagar para um bolo que vai ficar na SPA e ser partihado? por artistas do meu País aos quais eu não reconheço qualquer mérito.

    não vejo a SPA a proteger como devia os autores pelas razões que já falei.
    porque eu sou pela defesa do AUTOR. sou pela defesa da SUA OBRA.
    por isso vou aos concertos que posso. compro os discos que posso. não tenho que pagar NADA à SPA.

    que me perdoes Luisa. tavez me consigas expicar melhor esta coisa do reconhecimento aos artistas. é importante. é um estímulo. concordo. é necessário. mas faz-se perante o seu publico. parece-me a mim.

    não estou a ver a rainha de inglaterra a financiar os Sex Pistols. sequer a reconher neles o que quer que seja. mas tiveram o seu reconhecimento. eu tenho originais deles em casa.
    podemos ir aos Queen. etc etc etc

    hoje discordo de ti Luisa. embora, esteja ao teu lado, INDISCUTIVELMENTE, na defesa do direito de Autor.

    obrigado

    paulo

    1. A cultura sempre precisou de apoio, de mecenas, é da história. Porque é sinónimo de civilidade, os orçamentos actuais dos países civilizados reservam, ou deviam reservar, uma parte para a cultura e assim sendo, somos todos mecenas dos nossos artistas. Achas isso mal? Eu não acho, desde que o dinheiro seja realmente bem empregue.
      Essencialmente queria alertar para o consumo de cultura, que acho essencial, e faz-me impressão que se ligue pouco e se desprezem os autores, que considero uns seres superiores, uns artistas.

      (e não resolvi as merdisses da tarde)

      1. apoios à cultura em geral. sim. claro. que se invista nas crianças desde tenra idade. que se invista em centros de cultura. em espaços multiculturais. eu não menosprezo artistas. quem sou eu para isso.. mas os apoios neste sentido sim, é sinal de avanço civilizacional.

        agora reconhecimento do mérito? patrocinar isso? não me pareçe bem. admito estar errado. talvez. somos livres de proteger e premiar o trabalho dos autores da nossa eleição não? é uma questão de opção. de liberdade. porque tenho que pagar para todos?
        talvez não esteja a explicar bem isto :) espero que me entendas.

        e ficar com merdisses a meio não ajuda a dormir bem :(

        sorte

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s