Strange Fruit

Esta de haver cavaquistas a pôr o patrão contra Victor Gaspar não vai dar bom resultado. É que me dá a sensação que se esqueceram que os dois, irmãos de sangue não serão mas, que ambos saíram da casa do mesmo pai, e a família meus senhores, falará sempre mais alto qualquer que seja a dimensão do problema. Gente estúpida.

Depois retive umas frases do papaguear infantil de António José Seguro, que dizia umas coisas como, ‘o governo está a matar os sonhos dos portugueses’, ou ‘as políticas do Governo denotam uma paixão, uma obsessão pela austeridade’, e para cúmulo, ‘se hoje fosse primeiro-ministro também tinha que adoptar medidas de austeridade, mas queria ter, pelo menos, mais um ano para consolidar as nossas contas públicas’.
Não sei, mas a mim dá-me a impressão que ele está a pedir aos outros meninos que o deixem também brincar, não é?

E a Kodak ter falido (só soube hoje), a Livraria Portugal a fechar e os velhos a morrer sem ninguém como morrem os peixes num aquário?

Bem, o pequeno apontamento na capa do Negócios de hoje, ‘saiba o que tem de fazer se não conseguir pagar a casa’, é com toda a certeza, the Last Call to the hell. Sim, isto é já um inferno.

Resta-me a música, esta tão minha, mas isto que estou a viver é tudo tão estranho, não entendo nada. Mas que raio de coisa!

Southern trees bear strange fruit
Blood on the leaves and blood at the root
Black bodies swinging in the southern breeze
Strange fruit hanging from the popular trees

Pastoral scene of the gallant south
The bulging eyes and the twisted mouth
Scent of magnolias, sweet and fresh
Then the sudden smell of burning flesh

Here is fruit for the crows to pluck
For the rain to gather, for the wind to suck
For the sun to rot, for the trees to drop
Here is a strange and bitter cry

4 thoughts on “Strange Fruit

  1. Calma!!! Calma que tudo vai passar. Lembre-se da “janela que se abre quando outra se fechou”. Se bem que, esta que se há-de abrir, parece-me estar tão perra, mas tão perra, que até ela se abrir, muita paulada estes…. cabrões pois, nos vão dar ainda. Mas que a janelinha um dia vai abrir, vai, há é que ter calma e ir chamando nomes feios aos gajos (aos cabrões pois), que não resolve mas sempre vai aliviando.

    1. Quando os miúdos são pequenos e fazem um dói-dói, nós dizemos, ‘já passa, já passa’, agora pareceu-me o mesmo… so cute :-)
      pois, nomes feios…são todos uns homens tão feios, eles, nem um nariz Aquilino a merecer observação, nem uns olhos azuis que caustiquem o olhar, nem uma barba rala, bonita, que se prontificasse ao contacto, nem a abrangência de um corpo grande, de braços longos e pernas compridas, nada.

  2. temos um cavaco prali…. senil… e alguem inventou esta coisa extraordinária: vamos aqui fazer de conta que está contra o governo sr presidente? é giro. o povo já não suporta este executivo. assim, o senhor ficaría do lado do povo, salvava aquela pouca vergonha do salário q não he chega, e amanha, pode vir sempre dizer que tentou tudo para evitar o inferno que já vivemos.
    um saloio. um pobre. da mesma família dos outros claro. e seguro que não se pronuncia sobre lelos e vitalinos e outros q tais, que eu nem posso já ver. a minha tv está constantemente desligada.
    e sim Luisa, obrigado pelo texto, o som aqui, a musica, é uma constante. de dia e de noite, com musica me vou salvando.
    obrigado

    paulo

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s