Estudo de Caso

Como é que o Duarte Lima, que salvou o corpo a uma doença grave e mortal pode entregar a mente a tanta malandragem?
Como é que o Duarte Lima meteu o seu próprio filho nos jogos ilícitos de dinheiro quando vimos o miúdo sempre junto do pai, aquando da sua doença?
Como é que o Duarte Lima, homem que deu graças à vida por se ter salvo de uma leucemia, supostamente, tirou a vida a uma mulher que naturalmente nem sofreria de leucemia?

A ter cometido todos estes crimes, este homem é um monstro!

3 thoughts on “Estudo de Caso

  1. Custa a crer, não é?

    E, a ser verdade que provocou um rombro de 40 milhões no BPN, andamos agora nós, que nunca lucrámos um chavo com as jogadas dele, a ter que descontar do nosso rendimento para tapar este e outros buracos do género – e isso é também muito revoltante.

    1. Sim, custa-me crer, compreender de que massa são feitos os neurónios de uma pessoa assim. Porque seremos maus? Porque é que quando se comete uma maldade temos tendência para a sublimar aos nossos próprios olhos, consentindo que atrás de uma se faça outra e às tantas alterámos definitivamente o padrão da normalidade no comportamento?
      Como é possível esta ambiguidade de comportamentos: a graça que deu a uma 2ª oportunidade de vida e a destruição dessa mesma vida?

      Ando muito confusa com estas considerações.

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s