Maçã camoeza

Não sinto os braços.
Não sinto os dedos.
Tenho as costas doridas como as de Cristo com a cruz.
Tenho guinadas de dores nos tornozelos.
Tenho terra nos olhos, nas sobrancelhas e pestanas (e tomei banho).
Dói-me o pescoço e as omoplatas.
Tenho os glúteos magoados.
Fiz vários arranhões pelos braços.
Estou cansada como se tivesse estado a trabalhar numa mina.

Mas juro-vos, há muito tempo que não me sentia tão saudável nem trazia bochechinhas de maçã camoeza!

Encantos do Parque de Monteiro Môr
Mexer e sentir
Os primeiros miminhos

Tirando a queda do Cavaliere, a queda da ponte no rio Vouga e a queda de raios, trovões e chuva, caiu mais alguma coisa este fim de semana? É que não vi nada, passei-o de rabo no ar a olhar pró chão.

A cama hoje vai parecer-me um SPA e enquanto estiver a sentir as pedras quentes sobre o vale da minha coluna vertebral quero ouvir isto:

(a poesia é linda:

When I am laid, am laid in earth, may my wrongs create
No trouble, no trouble in, in thy breast.
When I am laid, am laid in earth, may my wrongs create
No trouble, no trouble in, in thy breast.
Remember me, remember me, but ah!
Forget my fate.
Remember me, but ah!
Forget my fate.
Remember me, remember me, but ah!
Forget my fate.
Remember me, but ah!
Forget my fate.
)

Anúncios

3 thoughts on “Maçã camoeza

  1. Ah, Luísa, que maravilha. A vida no campo tem destes encantos, não é? E ter o privilégio de ser camponesa aí num sítio tão bonito, não é sorte para todos.

    Gostei das fotografias, do texto, da música – uma lufada de ar fresco no início desta semana.

    Qualquer dia já faz uma sopinha com legumes da sua horta e então é que vai ser uma festa.

    Tenha uma boa semana, Luísa.

    1. É um terrivelmente trabalhoso, maravilhoso privilégio, sim, Um Jeito Manso, esta minha micro-herdade, onde deixo o meu suor.
      A música é de ir ao céu, linda, e depois é muito europeia e à medida que isto se afunda, mais vou relembrar a nossa maior grandeza: a beleza da nossa cultura. Ahh, como eu entendo o surrealismo da orquestra a tocar num Titanic a afundar-se!
      Quando houver matéria-prima será festejada com um jantar temático de acordo com a colheita.
      Um beijinho para si, também.

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s