Não se macem que não é preciso

Este recado é para os Continentes e Pingos Doces da nossa vida e tão perto de nós:

Parem de divulgar o Natal como já o andam a fazer, mostrar cabazes com comida, vinhaça, e abastança. Não se lembrem de fazer publicidades com criancinhas alegres, bem vestidas, bem calçadas, louras e de olhos azuis, junto da Popota ou daquela avestruz amarela sem graça nenhuma. Não inventem campanhas nataleiras com CD’s de artistas unidos a cantar e vendidos depois a 1€, a reverter para as Santas Casas do país, porque nós já não acreditamos em nada e vemos sempre o Sô Engenheiro e Sô Zé Alexandre nos tops da riqueza nacional. Não enfeitem as lojas com fitas e luzinhas porque não vamos olhar para elas, não usem os cor-de-rosas e os vermelhos vivo junto das prateleiras dos brinquedos a clamar pelas crianças, porque bem sabem que nada lhes podemos dar.
Não toquem a Noite Feliz no vosso sistema de som, nem mandem vir o Pai Natal, ele este ano não vai fazer cá falta nenhuma.

Tenham decência, sejam discretos, façam-nos crer que se esqueceram do Natal e nós assim até agradecemos.

Obrigada.

One thought on “Não se macem que não é preciso

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s