No limbo da estupidez

Os senhores é que deixaram um cenário dantesco para Portugal, que nos obrigam a fazer um esforço tremendo para conseguirmos manter a equidade, justiça e qualidade no acesso aos cuidados de saúde.

(tradução da intervenção de Teresa Caeiro do CDS a propósito da discussão dos cortes propostos pelo Ministro da Saúde, ontem dia 12 Outubro – aqui)

Esganiçada a fazer esta afirmação sem contudo manifestar qualquer convicção, olhei-a de soslaio enquanto depenicava um bocadinho de frango assado ao jantar, e pensei prós meus botões:

Saberá esta sirigaita o que é a falta de saúde?

Saberá esta jovem como são os rostos dos doentes espalhados pelos corredores do hospital, deitados em macas, vestidos com pijamas hospitalares monogramados, enquanto aguardam horas sem fim, para fazer um RX?

Saberá esta badameca como são as enfermarias do Curry Cabral, com 8 filas de 10 camas fazendo lembrar as carteiras numa sala de aula, de onde se avistam vultos mórbidos e entorpecidos?

Saberá esta fedelha como estão acamados os doentes cancerosos no Hospital dos Capuchos, lado a lado, quer estejam à beira da morte, quer estejam numa luta corajosa pela vida, que se olham enquanto lhes caiem os cabelos, e que apenas são separados dos estertores da morte uns dos outros, por uma cortina de plástico branco?

Saberá esta mulherzinha o que é entrar na ala oncológica do Hospital de Santa Maria, onde estão dezenas e dezenas de doentes à espera de consultas e exames, pálidos, carecas, esqueléticos, com reflexos azulados da radioterapia ou com hálitos acidificados da quimioterapia?

Saberá esta toleirona como é tirar a senha de vez numa farmácia hospitalar de um dos nossos hospitais centrais, quando faltam 70 números para o nosso, olharmos à nossa volta e vermos os pobres mais pobres da nossa sociedade, os doentes de SIDA, os mutilados, os alcoólicos, os drogados e os perdidos?

Saberá esta fulana quem foi Dante Alighieri?

Saberá esta sujeita como é que Dante e Virgílio atravessaram o rio Aqueronte?

Saberá esta mulher que o Inferno está na Terra e o Paraíso só existe na Divina Comédia?

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s