Procuro canto

Qualquer pessoa pode ser boa no campo.

Oscar Wilde

Ir ao campo faz-me só bem.
Passei o dia no campo das estradas pasmacentas e dos verdes largos. Quando ficava atenta, sentia o tal silêncio que se escuta, entrava em mim, eu cheia de barulho de cidade.
O campo é como nos desenhos de criança, tem muita cor e encostas e vales ondeados.
Quando chego à cidade vinda do campo tenho sempre a pele corada e venho mais jovem, respiro melhor e acho que tudo na minha vida pode correr bem.
No campo falo a toda a gente, digo bom dia e boa tarde, as pessoas aproximam-se a pedir conversa e eu dou. Depois, as despedidas são sempre generosas.
Sou muito melhor pessoa no campo, desço à Terra, fico humilde porque o povo de lá também o é, e porque a grandeza-todo-poderosa do campo me obriga a tal. Na cidade geralmente sou má e quase nunca mereço perdão.
Do que gosto mais do campo é de poder de andar suja, descuidada, poder atar panos à cabeça, falar alto e nunca estar parada. No campo há sempre trabalho.

Ando à procura do meu campo, para fazer dele o meu canto.

One thought on “Procuro canto

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s