Hoje

Sobre o texto de Porfirio Silva, no blog Machina Speculatrix, tenho a dizer o seguinte:

Não era preciso saber mais do que somar 2 com 2 para perceber que governar em minoria no meio da tormenta é ficar à mercê dos adversários; era evidente que querer enfrentar uma crise desta magnitude sem um governo sólido era uma temeridade que se haveria de pagar caro. Como pagou. O PS e o país.

Em todo o caso, o PS e Sócrates perderam também por causas mais próximas. Faltou, nos últimos tempos, humildade democrática: era preciso ter assumido que, em tempos de grande incerteza, é fácil cometer erros, é fácil falhar previsões, não está tudo nas mãos dos governantes, nem sequer nas mãos do país.

gostei imenso de ler o seu sumário eleitoral e o enquadramento de causa-efeito que dá a uns e a outros. Numa manhã, onde também eu estou entre os derrotados, e me sinto atormentada e reflexiva sobre a minha vida e as vidas dos outros neste país, é agradável ler o seu texto e ser levada a constatar a clarividência dos factos.

Relativamente a Pedro Passos Coelho não espero que se mostre um bom líder, um bom gestor, um bom político e um bom Primeiro-Ministro. Nada na sua história de vida, pelo menos a que vem a público, evidencia características para se lhe dar esse aval.

Pedro Passos Coelho será o que, os que o rodearem fizerem dele.
Mais vale apostar nos outros do que nele.

Anúncios

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s