Maio, Morangos, Meu-Mês #1

Textos a Maio

Quando eu era pequena, os morangos carnudos, doces, que me sujavam as mãos e a boca, só chegavam em Maio. Agora crescida, em Março já como morangos, e os morangos de Maio já não são a sobremesa da minha festa.

Menino-madruga
o pomar não foge!
( Pitangas maduras
dão água na boca.)

Menino descalço
não olha onde pisa
Trepa nas árvores
Agarrando pêssegos.
(Pêssegos macios
como paina e flor
dentadas de gosto!)

Menino, cuidado,
jabuticabeiras
novinhas em folha
não agüentam peso.
Rebrilham cem olhos
Agrupados, negros.

E as frutas estalam
– espuma de vidro
nos lábios de rosa.

Menino guloso!
Menino guloso,
ontem vi um figo
mesmo que um veludo,
redondo, polpudo,
e disse: este é meu!
Meu figo onde está?
— Passarinho comeu,
passarinho comeu …

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s