Sexta-Santa

E, tendo cantado o hino de louvor, saíram para o Monte das Oliveiras. E Jesus disse-lhes:

– Todos vós esta noite vos escandalizareis por mim. Porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas se dispersarão. Mas, depois de eu ressuscitar, irei adiante de vós para a Galiléia.

Pedro, no entanto, disse-lhe:

– Ainda que todos se escandalizassem, eu mesmo não me escandalizarei.

E disse-lhe Jesus:

– Em verdade te digo que hoje, nesta noite, antes que o galo cante duas vezes, três vezes tu me negarás.

Mas ele insistiu:

– Ainda que precisasse morrer contigo, eu mesmo não te negaria.

E da mesma maneira disseram todos. E foram a um lugar chamado Getsêmani; e Ele disse aos seus discípulos:

– Sentai-vos aqui, enquanto eu vou rezar.

E levou consigo Pedro, Tiago e João, e começou a estremecer e a angustiar-se, dizendo:

– A minha alma está mortalmente aflita; ficai aqui, e vigiai.

E caminhou um pouco mais, prostrou-se, e orou para que, se possível, fosse poupado daquele momento, dizendo:

– Abba, meu Pai, todas as coisas te são possíveis, afasta de mim este cálice! Não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres.

Voltando, achou-os dormindo; e disse a Pedro:

– Simão, dormes? Não podes vigiar por uma hora? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação, pois o espírito é obediente, mas a carne é fraca.

E saiu outra vez para orar, dizendo as mesmas palavras. E, voltando, achou-os novamente dormindo, pois seus olhos estavam pesados, e não sabiam o que responder.
Voltou pela terceira vez, e disse-lhes:

– Ah! Dormi agora, e descansai. Basta, é chegada a hora. Eis que o Filho do homem vai ser entregue às mãos dos pecadores. Levantai-vos, vamos; eis que está perto aquele que me trai.

E logo, falando ele ainda, veio Judas, que era um dos doze, e com ele uma grande multidão, com espadas e paus, da parte do chefes dos sacerdotes, dos escribas e dos anciãos. O traidor tinha-lhes dado um sinal, dizendo:

Aquele que eu beijar, é ele; prendei-o, e levai-o bem guardado.

E, logo que chegou, aproximou-se dele, e disse-lhe:

– Rabi! Rabi!

E beijou-o.

(in Evangelho segundo São Marcos)

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s