Centro de Saúde da Graça

Old woman waiting

Hoje nos vários telejornais a que faço zapping em Busca da Informação Perdida, impressionou-me ver uma velhota, a quem por certo doíam as costas, as pernas e os ossos em geral, a tentar sentar-se num caixote do lixo verde, dos camarários, enquanto esperava numa rua, algo descendente, numa bicha comprida de utentes, todos com papeis de receitas antigas nas mãos, para entrar no Centro de Saúde da Graça em Lisboa, que, dizia a notícia, vai fechar para obras.
A reportagem em tonalidade pro-forma condoída, entrevistou outra velhota, as mulheres velhas ‘duram que sa fartam’, que em voz chorosa lastimava o fecho do centro e dizia com aquela cara de aquiescência das pessoas desgastadas: – ‘Nós também já estamos perto de morrer menina, portanto assim, morremos mais depressa’.

Mas porque merda, não colocam uns banquitos urbanos, coisa simples até, à porta dos Centros de Saúde para os velhos poisarem os ossos, já que, o ter que ir marcar vez e esperar horas por esse acontecimento, não muda, nem nunca mudará!?

Anúncios

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s