Já foi dito que palavras são mortais. Eu diria que palavras são incertas, mas as certeiras podem ser fatais.

Fracos e Fortes

Homem fraco de mau carácter.
As discordâncias são-te impossíveis, nessa redoma de auto-estimulação-do-próprio-ego em que vives.
Ambicionas ser alguém na política, sempre dissimulado é certo, com maneirismos pró-activos num imaginário habitado de gente entusiasmada, alegre e cantante de um hino por um líder, num frenesim de fantasia estalinista.
‘Aglutinas-te’, com um bando submisso, fácil de orientar, de cabeças pendentes num ‘sim-sim’ constante, sem qualquer amor ao cabecilha ou seus ideais, que só o fazem pela fome de atenção, fome de alimento, fome de esperança em que vivem.
Homem fraco de mau carácter, que repudias a inteligência, e o pluralismo de percepções, tomas acções de uma frieza de urna de morte e que ficas num vazio constrangedor.

Já te julguei o ‘herói’ mas afinal és o ‘bandido’.
Demoro sempre algum tempo a compreender a história do filme.

Anúncios

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s