Arrastão

Tenho um colega que arrasta os pés no chão a andar pela sala. Arrasta de uma forma desgastante, faz um barulho forçado, molengão como se estivesse farto da vida. Ressoam, os passos arrastados na minha sala de chão flutuante. Às vezes parece-me que se deve auto-amarrar com correntes e bolas de ferro, para fazer mais barulho e os outros terem pena das penas da vida dele. Depois, diz constantemente trivialidades e pior, é sempre simplesmente previsível. Incomoda-me, olhar-lhe a sola dos sapatos gasta somente de um dos lados, porque, ainda por cima, deve ter um qualquer desvio na coluna.

Anúncios

Diga-me...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s